Sentimento Mediano

"Temos tantos sentimentos, que é frequente persuadir-nos de que somos sentimentais..."

A Ilha

.
.

Com o gosto da água de côco
Eu sinto o sabor dos teus lábios nos meus
Na nossa praia só areia e mar

Eu quero a onda mais forte
Para poder mergulhar e por ela passar
Nós de mãos dadas no fundo do mar

E será lindo o pescar
No mar
Ao balanço da canoa
No mar

Querendo virar
Vira, vira, vira
Querendo virar
Vira, vira, virou

Por onde capricham os ventos
As palhas dançam
Aos coqueirais
As palhas dançam
Tão naturais

Águas verdes, azuis
Lavam nossa pele
Queimada do sol
Lavam nossa pele
Alma renovou


_

23 comentários:

Furdunço 29 de maio de 2009 00:19  

legalzinho o poema e bem bacana teu blog cara!!!

sucesso e se puder http://furdunconosemaforo.blogspot.com/2009/05/piores-propagandas-episodio-final.html

renata menezes 29 de maio de 2009 00:21  

imaginei tudo que disse, queria estar aí, haha :)
uma dica: não põe música pra começar assim,é super ruim.

Evandro 29 de maio de 2009 00:32  

Muito Bom o poema! Parabens!!

http://jokers.mimhospeda.com/

renata menezes 29 de maio de 2009 00:37  

haha obrigada por voltar!
é ruim,porque as vezes a gente tá ouvindo uma música aqui, ou não ouvindo pra não acordar ninguém. essas coisas :) ou não gostamos da música, haha

Viviane Souza 29 de maio de 2009 00:50  

Legal o blog, parabéns pelo talento!

Inez 29 de maio de 2009 01:03  

Gostei muito do poema, é simples, mas profundo. Mostra a alegria do amor.

Lombardi* 29 de maio de 2009 01:07  

belo poema

Preta 29 de maio de 2009 07:09  

hey, adorei o poema.
e concordo com rezitchaa, eu estava ouvindo musica por aqui, e do nada começou outra, há.

: )

sorte :*

um beijo e um sorriso.

Rafa Amaral 29 de maio de 2009 09:06  

Dá pra sentir a natureza viva em seu texto, isso envolve! Parabéns!

Tenho um blog de cinema, venha conhecer, comentar, discordar e, quem sabe, até seguir! Abraçosss

http://cinemasemtempo.blogspot.com

Nat Valarini 29 de maio de 2009 09:24  

Olá Juanito!

Que lugar é este?

Esteve no paraíso por estes dias?

rs

Gosto de quem faz poesia sobre o dia, coisas simples, fazer o belo sem, necessariamente, falar de amor, percebeste?

Belo, belo...

Leo Pinheiro 29 de maio de 2009 09:26  

Post com cara de férias ou...

De sonho!

Bem visual a sua escrita. Quse relaxei e me senti numa praia deserta...

Fábio 29 de maio de 2009 10:45  

Ficou muito bonito mesmo!!

Rogerio LIma 29 de maio de 2009 10:47  

Esse texto me levou pra essa Ilha, tão calma, sossegada. Onde posso sentir a natureza na alma!!!

Legal

Natty 29 de maio de 2009 11:04  

(...)Eu quero ficar o resto da vida com você...

beijinhos

Humor&companhia 29 de maio de 2009 11:16  

Apsto que queria ta na ilha XD


http://humorcompanhia.blogspot.com/

Luxus 29 de maio de 2009 11:29  

Adorei o poema...muito bom..abraço

artecence 29 de maio de 2009 11:43  

gostei do blog parabéns...sucesso

Brunna 29 de maio de 2009 13:03  

Nuss seu poema mesmo?
adorei.
bjos

Wanessa Lins 29 de maio de 2009 13:31  

Adoro a praia, o mar
tudo!
adorei o texto!

Sucesso com o blog

Beijos

;**

DJ Mocó 29 de maio de 2009 13:39  

Viva a poesia.

Escrever na net, ser sensível, ajuda a balancear o nível negativo e insensível da maioria dos sites.

abç
DJ Mocó

Sou blogueiro - INDICOESSE 29 de maio de 2009 13:45  

Gosto desses poemas curtos e que dizem muita coisa!

Entao o "outro" mudou o blog dele!
Não admitiu ser plágio, mas pelo menos já tá melhor!

Valeww!

Filhas da PUC 30 de maio de 2009 14:12  

hahahah é mesmo: post com cara de férias ou sonho.

parece muito letra de música. já pensou nisso?

beijoca
Filhas da PUC
www.filhasdapuc.com

30 e poucos anos. 2 de junho de 2009 11:26  

Seria ótimo ficar "perdido" alguns dias em uma ilha deserta com o amor da minha vida ....!!!!!