Sentimento Mediano

"Temos tantos sentimentos, que é frequente persuadir-nos de que somos sentimentais..."

Coletivo 174

.
.

Aê Pessoal,

Post com total influência no caso que deu origem ao filme: Última Parada 174.



Preterido ao poder
Preterido ao caos
Com homens decadentes
Educação in-social

Preferido na eleição
Pop-larização
Preferido nas suas cordas
Para fazer seu carnaval

Eu vejo o mal
Na capa do jornal

Meninos se tornarão homens
Não irá reconhecer
O que a vida deu a eles
Eles darão para você

Não adiantará pedir para descer.



_

20 comentários:

Mauro 12 de maio de 2009 17:11  

apesar de ser a única pessoa do mundo que não gosta de cinema, tá ai um filme que quero ver.

Rubens 12 de maio de 2009 17:21  

Cara que boa dica ainda não vi esse filme vou correr e ver, todo pais acompanhou este sequestro e viu o fim trágico que teve, então vou ver tb.

BLOGdoRUBINHO
www.blogdorubinho.cjb.net

Rosangela A. Santos 12 de maio de 2009 17:33  

Tenho uma enorme vondade de assitir a esse filme .. já vi varias reportagens falando sobre ele mas ãinda não deu .. rss

Adorei o seu texto .. o filme fez aflorou a sua inspiração de uma forma diferente do que já li dos seus texto .. goste muito ..

Abç.

grupo gauche 12 de maio de 2009 19:05  

Ta ae um filme que eu to bem afim de assistir, tomara que seja tudo isso que falam dele, abraço!

keroj 13 de maio de 2009 11:49  

O filme realmente é muito bom,como o texto que compos inspirado nele parabéns

Diego Rodrigo 13 de maio de 2009 11:56  

Nem vi esse filme ainda, muitos falam que ele é realmente bom, narra com realidade a história!

Tchezar 13 de maio de 2009 12:43  

esse filme parece ser muito bom! eu ainda não vi, mas quero ver!

Fabricio Hans 13 de maio de 2009 13:18  

na vi o filme. História trágica e paciência para se chegar a morte... imagem real por aqui lá Rio e suas favelas.

Nem preciso ver o filme. A realidade é diária.

Abraço.
visite meu blog.

Eu amo a E.Y. 14 de maio de 2009 00:52  

Também não vi, mas temo que seja mais um daqueles filmes em que os bandidos são os pobrezinhos-coitadinhos-inocentezinhos massacrados pela sociedade....

Um abraço!

Rogerio Lima 14 de maio de 2009 11:29  

Ainda não assistir a esse filme, o pessoal fala bem dele!!!

Flá Romani... 14 de maio de 2009 11:38  

Nunca assisti o filme.... deve ser bom ^^

pensamentomacho 14 de maio de 2009 11:47  

cara odeio o cinema nacional mais vc conseguiu me convencer a assistir esse

Rosangela A. Santos 14 de maio de 2009 11:57  

Opa olha eu de nvo .. apreciando o seu blog .. rsrs

Abç.

Tolerância Zero 14 de maio de 2009 14:12  

é foda..esse problema da inclusão social..sempre ferra o mundo..é importante saber oq leva algumas pessoas a fazer essas coisas.. ao invés de criticar tente entender primeiro!

Rooh Ludwig 14 de maio de 2009 14:12  

Gostei do seu blog, poemas interessantes.

http://sentimentomediano.
blogspot.com

Sucesso!

Tata 15 de maio de 2009 22:51  

Realmente é uma ótima pedida para o findi!!! Acompanhei pela televisão como a maioria dos brasileiros, essas coisas ediondas que ainda acontecem no mundo!!!

Bom findi

bjokass

Tata

diomar 16 de maio de 2009 13:10  

Seu texto ta muito bom, eu acompanhei a tragédia pela tv,não gosto deste tipo de filme.

Tem 2 selos p/vc no meu blog passa lá p/pegar. Fica c/Deus

Carol Petry Matzenbacher 17 de maio de 2009 18:30  

Nunca vi esse filme. É uma boa dica!

Muito obrigada pelo comentário no DeGaragem!
Quando quiser reaparecer, fica a vontade!
www.degaragem.com

Ah, e eu estou fazendo uma promoção bem interessante no Filhas da PUC. Pra conhecer, é só entrar no www.filhasdapuc.com

Beijo, Carol.

30 e poucos anos. 19 de maio de 2009 12:36  

Ainda não vi o filme ... sua poesia acertou em cheio com o sentimento de exclusão que existe.

Ricardo Thadeu 19 de maio de 2009 13:24  

O poema cumpriu sua função.