Sentimento Mediano

"Temos tantos sentimentos, que é frequente persuadir-nos de que somos sentimentais..."

Era o Sol

.
.

Eu já fui capaz
De dizer muito mais
O que o amor já não faz
Com quem quer ser feliz
E ir além da razão

Eu já me perdi
Mas só aí me encontrei
Despistei as nuvens de horror
Que assombra os céus

Era o sol
Estava em meu coração
Era o sol

Falei
Para ouvir
Toquei
Para sentir
Risquei
Para marcar
Queimei
Como o sol
Queima

_

20 comentários:

C. 5 de julho de 2009 12:34  

Belo poema!

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

Kallynka 5 de julho de 2009 12:50  

Li
Reli
o Sol entrou pelo quarto e então
Comentei

Alexandre Silva 5 de julho de 2009 13:10  

"E se quiser saber pra onde eu vou, pra onde tenha Sol, é pra lá que eu vou..." hehehe, ñ sei porque mas lembrei dessa musica do Tianastácia
Inspirado hein cara!
Abraço
http://falandoprasparedes.blogspot.com

Antonoly 5 de julho de 2009 18:31  

Gostei do poema, tem atitude e qualidade.

Alexander Toiévski 5 de julho de 2009 18:35  

gostei do poema

ps nao foi comenta no meu blog ne
isso é feio veio

http://cronicasdigital.blogspot.com/

Leandro Merlllin 5 de julho de 2009 18:45  

Amei e me fez refletir outra música, "O Rei do Sol", onde diz que "o rei do sol é frio".

Intenso e bem escrito, parabéns.
Abraços
Leandro Merlllin, do http://olhardesaldejack.blogspot.com

antoniopimenta 5 de julho de 2009 18:47  

Muito legal o teu poema!

Passe no meu blog, ficaria muito feliz se você comentasse lá:

http://antoniopimenta.blogspot.com/

Abraços e sucesso!

:D

Júlio Oliveira 5 de julho de 2009 19:01  

Cara vc escreve muito bem.

Sucesso na escrita e com o BLOG.

www.topdownloadfree.blogspot.com

Sergio 7 de julho de 2009 10:52  

Legal

Mário 7 de julho de 2009 11:21  

Mto bom o poema. Forte e nostálgico, porém com esperança...

www.armariodomario.com

Se interessar, podemos fazer uma parceria de links... abs

Sistema Zombie\ Nildo Junior 8 de julho de 2009 00:44  

vlw pela visita
bom post!

Sistema Zombie\ Nildo Junior 8 de julho de 2009 00:57  

Gostei da sua indicação e postei!
passa la depois.

Nina 8 de julho de 2009 16:54  
Este comentário foi removido pelo autor.
ninainwonderland 8 de julho de 2009 16:54  

adorei o poema, como sempre!

Rogerio Martins 8 de julho de 2009 23:00  

Estou passando em função do orkut, mas é complicado comentar sobre poesia... é algo pessoal...

kikinhah 8 de julho de 2009 23:03  

Concordo com o Rogério...
Acho que poesia é muito pessoal.
Mas confesso que ficou linda!
Sucesso sempre.
BjOs^^

Mr.Orange 8 de julho de 2009 23:06  

Excelente blog!!
Por favor,entre e comente,ou coloque como parceiro!

http://queletra.blogspot.com/

http://fimdejogobaltazar.blogspot.com/

Valeu e parabéns!

~*>Bekinhaá ~*< 10 de julho de 2009 20:38  

Olha juanito otimo blog , amei a poesia mas nao entende seu comentario no meu blog pode explicar?

Ben Oliveira 20 de julho de 2009 02:35  

muito bem escrito!

V 1 de outubro de 2009 21:09  

"risquei/ para marcar"

Essa estética rápida de uma palavra por verso vc devia usar mais... E a poesia soa bem, só tem um errinho:

"Despistei as nuvens de horror/ que assombram (assombravam) os céus"

;D